#monicaserra45 teria feito aborto, segundo ex-aluna

NOTA: Antes de vc ler a matéria a seguir, gostaria de deixar claro alguns pontos:

  • Sou católico;
  • Sou a favor do aborto, desde que regulamentado e controlado pelo ESTADO;
  • Sou contra a rotulação das pessoas em “do bem” e “do mal”… TODOS temos vícios e virtudes que influenciam nossas decisões;
  • Sou a favor do Estado Laico;
  • Sinto nojo dos candidatos que querem colocar política e religião no mesmo palanque;
  • Sinto nojo dos líderes religiosos que manipulam seus rebanhos afim de que votem num ou noutro;
  • Sinto nojo da mídia que se intitula imparcial mas que manipula a população carente não só de dinheiro mas de senso crítico;
  • Sinto pena do povo que não possui senso crítico e por falta de opinião toma pra sí a de outros;
  • Sinto ódio dos “formadores de opinião” que sabem dessa carência e se aproveita dela;
  • Sou contra a hipocrisia, a melhor definição para o termo “debate eleitoral”

FONTE: YAHOO! (Mas tá em tudo quanto é jornal!)

Reportagem do jornal “Folha de São Paulo”, publicada neste sábado (16), afirma que duas ex-alunas da esposa do presidenciável José Serra (PSDB) no curso de dança da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) disseram que ouviram da psicóloga Monica Serra que ela fez um aborto quando estava no exílio com o marido, no Chile. A revelação teria sido feita durante uma aula, em 1992.

Em um evento no Rio de Janeiro, há um mês, Monica teria dito a um evangélico, segundo a Agência Estado, que a candidata Dilma Rousseff (PT), que defendeu a descriminalização do aborto em 2007, é a favor de “matar criancinhas”.

No último domingo (10), a bailarina Sheila Canevacci Ribeiro, 37, postou uma mensagem no site Facebook para “deixar a minha indignação pelo posicionamento escorregadio de José Serra” em relação ao tema aborto. Ela escreveu que Serra não respeitava “tantas mulheres, começando pela sua própria mulher. “Com todo respeito que devo a essa minha professora, gostaria de revelar publicamente que muitas de nossas aulas foram regadas a discussões sobre o seu aborto traumático”, escreveu Sheila. Procurada pela reportagem da Folha, a bailarina diz que “confirma cem por cento” tudo o que escreveu.

O jornal localizou uma segunda aluna de Monica, que falou sob anonimato. Ela afirma que a psicóloga contou em aula que fez o aborto por causa da ditadura, pois o futuro dela e de José Serra era muito incerto.

A reportagem do jornal afirma que tentou falar com Monica durante dois dias, mas sua assessoria disse que “não havia como responder”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s