O Ultimo Papa antes do Apocalipse. As profecias de Nostradamus

Centúria III Quadra 5

Pres loing default de deux grands luminaires,
Qui surviendra entre Avril & Mars
O quel cherté! mais deus grands debonnaires,
Par terre & mer secourrount toutes parts

“Próximo à “loing” a falta de dois grandes luminares
Que sobrevirá entre Abril e Março
O que penúria! Mas dois grandes “de bons ares”
Por terra e mar socorrerão todas as partes.”

Essa quadra tem ligação com centúria 2, quadra 28 que também fala de loin ou loing

O termo loing não deve ser traduzido como “longa falta” pois logo em seguida é dito que “sobreviverá” ou seja, não faz sentido uma longa falta sobreviver, pois não possui vida.

E Nostradamus deixa claro que esses luminares possuem “bons ares” ou seja, bons espíritos, já que o termo hebraico “ruach” e grego “pneuma” que designa espírito na Bíblia , também quer dizer ar, fôlego da vida. E também a referência a “luminares” outra clara referencia a luz do espírito (vide Tiago cap 1 quando se refere a Deus como o “Pai das luzes”)

Como já veremos em c2 q 28, “loing” é uma referencia a Bento XVI. Os dois papas próximos a ele foram João Paulo I e II, são eles os dois grandes luminares, os dois únicos papas com nome composto que já subiram ao pontificado, unindo os nomes de João e Paulo.

Bento XVI subiu ao papado em abril, foi eleito dia 19 e subiu ao trono dia 24. Nostradamus deixa claro ser uma referência a BentoXVI pois diz que ele “sobreviverá” ou seja, terá uma sobrevida, uma clara referência a sua idade avançada, pois ao ser eleito papa contava com 78 anos.

Além dessa ajuda espiritual dos ex papas, Nostradamus deixa também de forma velada que teremos “dois grandes” ajudando o mundo (socorrendo terra e mar em todas as partes) na época futura de penúria. A dualidade João e Paulo num só mostra também a futura aliança entre catolicismo ocidental e oriental. Os dois grandes representando João e Paulo num só (liderança maior do pai, do papa) são dois grandes países, onde em cada um existe a maioria católica, ocidental e oriental. No ocidente esse pais é o Brasil, no oriente esse pais é a Rússia, onde esta o maior numero de católicos orientais do planeta, dois grandes em território, dois grandes centros do catolicismo, unidos no propósito de ajudar o planeta na época futura de penúria.

Dessa forma fica assim a quadra:

“Próximo à “loing” (Bento XVI) a falta de dois grandes luminares (JP I e II)
Que sobrevirá (78 anos) entre Abril e Março (eleito papa)
O que penúria! Mas dois grandes (países) “de bons ares” (união espiritual dos católicos)
Por terra e mar socorrerão todas as partes” (ajudarão o mundo todo).

Mais sobre os papas: AQUI

Centúria III Quadra 19

En Luques sang & laict viendra plouvoir:
Un peu devant changement de preteur,
Grand peste & guerre,faim & soif fera voyr
Loing,ou mourra leur prince recteur.

“Em Luques sangue e leite virão com força
Um pouco antes mudança do pretor
Grande mal e guerra, a fome e a sede serão vistas
Loing, onde morrerá o seu príncipe retificador”

Mais uma quadra que traz referências a Bento XVI (Loing ou Loin), na verdade ao sucessor dele, que será o ultimo papa, pois se Bento XVI é o atual rei do Vaticano, seu sucessor pode ser considerado o príncipe dele. “Lucques” é o nome francês dado a uma província italiana na região da Toscana chamada Lucca (uma das 10 províncias na região). Essa província fica numa área litorânea como podemos observar na foto:
___

A palavra “plouvoir” pode se referir a duas palavras semelhantes: “pleuvoir” que significa chuva ou então “pouvoir” que significa poder, energia, força e creio que o segundo significado seja o mais provável. Sangue e leite vêm das entranhas, uma representação de algo que vem das entranhas de um vulcão, que emite fumaça branca e gera chuva acida (leite) alem da lava vulcânica vermelha (sangue). Temos nessa região da Toscana o vulcão Lacial que faz parte da província magmática romana que se extende da Toscana meridional até o Golfo de Nápoles , numa região de 1500 km quadrados onde também esta o famoso vulcão Vesúvio) .

Segundo o que estamos estudando nos textos do Apocalipse e de outros profetas, como Monge Pádua, Dom Bosco e Malaquias, assim que ocorrer uma grande erupção na Itália teremos uma invasão e guerra, que são as referencias da terceira linha: “ grande mal e guerra, a fome e a sede serão vistas” isso tudo no tempo do sucessor de Bento XVI (Loing) que é definido como “príncipe” já que vem substituir o penúltimo papa, que é o rei.

A figura do “pretor” pode ser uma referencia a um governador eleito, um presidente, um primeiro ministro , muito provavelmente de algum cargo político na Itália, Roma ou Toscana.

Nostradamus em mais duas de suas quadras previu os dois últimos papas, o penúltimo e o último e é essa compreensão que teremos agora, estudando todas essas 4 quadras.

Centúria II Quadra 28

“O penúltimo com sobrenome de profeta
Terá Diana no crepúsculo e repouso de sua vida
Loin irá vagar por pensamentos frenéticos
Ao livrar uma grande população de impostos”

Essa profecia se refere realmente ao penúltimo papa que segundo Malaquias e Monge Pádua seria o atual Bento 16.

Diana tem haver com o Vaticano exercer o oficio da República.

“Ártemis”, algumas vezes designada pelo nome romano Diana, é a deusa grega da caça e Apolo é seu belo irmão gêmeo. No Monte Olimpo, seu trono está no lado oposto ao de Apolo. Isso daria a idéia clara de um estado constituído, o Vaticano, em Roma. Nas escrituras a Igreja é retratada como “mulher” (Apocalipse) e a Igreja realmente executou uma verdadeira caça aos cristaos primitivos por quase mil anos. Diana certamente é a representaçao de Nostradamus para o  Vaticano.

Essa República teria alguma ligação com a Rússia, visto que o emblema de Ártemis é uma Ursa (mulher = cristianismo verdadeiro + urso = símbolo que Nostradamus dava pra Rússia)? Sim, tem uma ligação sim, pois Ártemis como veremos a seguir representa a República Russa*(* artigo 1 alínea 1 da constituição russa afirma que a Rússia é uma Republica) geograficamente ela representa a Igreja cristã ortodoxa do oriente, enquanto que Diana representa a República do Vaticano e a Igreja cristã do ocidente.

É interessante observar que no livro do Apocalipse a mulher representa o cristianismo verdadeiro e o termo “ortodoxa” significa exatamente “fé verdadeira”(correta). No entanto não devemos fazer confusão, pois “Ártemis” (nome original na mitologia grega) está ligado à quadra que fala sobre Aretusa, já que nessa quadra Nostradamus deixou bem claro que estava falando de Diana e não de Ártemis.

Nostradamus provavelmente usou essa diferenciação para explicar a divisão no futuro, que existiria entre as Igrejas cristãs do Ocidente e do Oriente, designando Diana como a parte ocidental de Roma que sobreviveu no poder com a Igreja cristã ocidental do Vaticano; e designando Ártemis como a parte oriental de Roma que sobreviveu no poder através da Igreja cristã ortodoxa oriental, cujo maior expoente seria a Rússia.

Lion é o próprio Bento XVI (Lion forma em números romanos o mesmo que X vezes V mais I ; ou seja 51 = 10×5+1, além de conter 3 letras do sobrenome do papa , que é Lois)

O nome completo do papa é Joseph Lois Ratzinger. Lois, nome de origem alemã, significa “famoso guerreiro”. Joseph (José) é o nome de um profeta descrito na Bíblia em Gênesis 47:13-22 (um profeta aproveitador).

Lion é o leão, líder, em francês, portanto o termo “loin” é possivelmente um anagrama, sendo que os números ROMANOS da palavra Lion equivalem ao numero do atual papa romano, pois LI = X multiplicado por V+I. Ou seja, Lion tem dois números romanos que somam 51 (L+I) mas que equivalem ao número do atual papa, 16, se fizermos a conta 10×5+1= 51, assim como 10+5+1=16. Nostradamus deixa claro, Loin ou Loing é Bento 16.

Entendido isso temos decifrada a quadra:

Centúria II Quadra 28

”O penúltimo (papa) com sobrenome de profeta

Terá a República ( Diana) no crepúsculo e repouso de sua vida (já tem 83 anos)

Lion (Bento XVI, leão, líder guerreiro, anagrama de Loin) irá vagar por pensamentos frenéticos, preocupação

Ao livrar uma grande população de impostos”

Vamos analisar agora o último papa, primeiro com as previsões de São Malaquias, bispo irlandês do século XII, que previu os 112 papas que a Igreja teria até o seu fim.

O Último Papa:

“Na última perseguição da sagrada Igreja romana, reinará Pedro Romano que apascentará suas ovelhas entre muitas tribulações; passadas as quais, a cidade das 7 colinas será destruída; e o juiz tremendo julgará o povo”. (São Malaquias)

O comentário do Monge de Pádua, cujas profecias sobre os últimos 20 papas foram publicadas em 1527, diz o seguinte:

“Ele chegará a Roma , de uma terra distante, para encontrar tribulação e morte”.

Vale ressaltar que Monge Pádua acertou em cheio nas curtas definições que fez sobre os papas:

João Paulo I, que ficou um mês no pontificado: “Seu reinado será tão rápido como a passagem de uma estrela cadente”

João Paulo II, veio da distante Polônia, sofreu um atentado e quase morreu: “ Virá de longe e manchará a pedra com seu sangue”

Bento XVI, que vem buscando uma aproximação com a Igreja do Oriente e os judeus: “ Semeador de paz e esperança em um mundo que vive suas últimas esperanças”

O último papa será, segundo Nostradamus, um papa relativamente novo, que ficará vários anos como o líder do Vaticano:

Centúria V Quadra 56

“Depois da morte do velho papa

Será eleito um romano de boa idade:

Este será acusado de enfraquecer a Santa Sé e viverá por um longo período,

Tomando atitudes polemicas”.

A referência aqui é clara a Pedro Romano e a expressão “boa idade” demonstra que será um papa novo, substituindo Bento XVI que já se encontra em avançada idade e também virá de uma “terra distante” como colocou o Monge Pádua, sendo assim dificilmente será italiano.

E QUEM SERIA O ÚLTIMO PAPA???

As profecias falam que o ultimo papa será Pedro Romano.

Peter Kodwo Appiah Turkson completou nesse ano 62 anos, é relativamente jovem e vem de longe (África).

Estudou de 69 a 71 no seminário Sao Pedro de Pedu. De 81 a 87 foi professor do Seminário Maior São Pedro. Fez estudos de pos graduaçao e doutorado exatamente em Roma durante o periodo de 10 anos.

Foi nomeado no fim de 2009 por Bento XVI para a presidencia do Pontificio Conselho Justiça e Paz

Com sua nomeação a relator geral do Sínodo para a África em 2009, foi considerado por muitos um prelado em forte ascensão. Alguns referem-se a ele até mesmo como um sério candidato ao papado, e possivelmente o primeiro Papa negro da história. Ele ri desta alusão, repetindo o que já havia dito em uma coletiva de imprensa durante o Sínodo: que quando um sacerdote aceita sua vocação, deve também aceitar a possibilidade de vir a se tornar um dia um bispo ou cardeal. “Por que um sacerdote africano não poderia ser Papa?”, se pergunta.

O cardeal também defende o uso de preservativos, caso um dos conjugues seja portador do vírus HIV e lembra: “Tivemos um secretário-geral da ONU que era de Gana (Kofi Annan), agora o presidente dos Estados Unidos (Barack Obama) é negro”.

Vale ressaltar que em recente livro (novembro de 2010), o papa Bento XVI admitiu que o uso de preservativos é aceitável em certos casos, sobretudo para reduzir o risco de infecção do HIV, fortalecendo o posicionamento do cardeal Peter, prelado mais influente no continente africano.

O prepósito geral de uma das mais respeitadas e admiradas Ordens da Igreja Católica, a Companhia de Jesus liderada pelo sacerdote espanhol Adolfo Nicolás disse recentemente que o futuro da Igreja não está nem na Europa e nem na América, mas sim na Ásia e na África, sinalizando que o próximo papa deve ser de um desses dois continentes.

Créditos: José Alencastro

Adão e Eva no Paraíso

Um alemão, um francês, um inglês e um brasileiro apreciam o quadro de Adão e Eva no Paraíso.

O alemão comenta:
– Olhem que perfeição de corpos:
Ela, esbelta e espigada;
Ele, com este corpo atlético, os músculos perfilados.
Devem ser alemães.
Imediatamente, o francês contesta :
– Não acredito. É evidente o erotismo que se desprende das figuras:
Ela, tão feminina,
Ele, tão masculino,
Sabem que em breve chegará a tentação. Devem ser franceses.
Movendo negativamente a cabeça o inglês comenta :
– Que nada! Notem a serenidade dos seus rostos, a delicadeza da pose, a sobriedade do gesto.
Só podem ser ingleses.
Depois de alguns segundos mais, de contemplação silenciosa, o brasileiro declara :
– Não concordo. Olhem bem:
Não têm roupa, não têm sapatos, não têm casa, estão na merda, Só têm uma única maçã para comer.
Mas não protestam , só pensam em sexo, e pior, acreditam que estão no Paraíso .
Só podem ser brasileiros.

#petrobras | Oposição “clona” emenda de petrolíferas

FONTE: SITE DA RECEITA FEDERAL em http://www.fazenda.gov.br/resenhaeletronica/MostraMateria.asp?page=&cod=582019

Oposição “clona” emenda de petrolíferas

Folha de S. Paulo – 18/09/2009
TRÊS DEPUTADOS APRESENTAM PROPOSTAS IDÊNTICAS CONTRA MONOPÓLIO DA PETROBRAS NA EXTRAÇÃO DE POÇOS NOVOS NO PRÉ-SAL
Teor das propostas coincide com posição de grandes petrolíferas; deputados admitem que seguiram orientação do setor
RANIER BRAGON
FERNANDA ODILLA
VALDO CRUZ
DA SUCURSAL DE BRASÍLIA
Três deputados federais de oposição apresentaram separadamente emendas aos projetos do pré-sal que, além de coincidirem com os interesses das grandes empresas do setor petrolífero, têm redação idêntica. José Carlos Aleluia (DEM-BA), Eduardo Gomes (PSDB-TO) e Eduardo Sciarra (DEM-PR) sugeriram em suas emendas diversas modificações às propostas do governo, entre elas uma das bandeiras das gigantes do petróleo: a de que a Petrobras não seja a operadora exclusiva dos campos.”A previsão legal de um monopólio ou reserva de mercado para a Petrobras não se justifica em hipótese alguma”, diz trecho nas emendas dos três.

O IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo), que reúne as principais empresas do setor, confirmou que procurou em Brasília lideranças de oito partidos, entre quarta e ontem, mas negou a autoria das emendas “clonadas”, embora o teor coincida com o que o setor defende.

“Trabalhamos durante todos esses dias. Começamos a nos movimentar no Congresso, e de maneira institucional, porque o IBP é apartidário. Queremos tornar públicas nossas emendas para todos os partidos. Tinham partidos dispostos a acatá-las integralmente, outros estavam analisando”, disse o presidente do IBP, João Carlos França de Luca, da espanhola Repsol, uma das multinacionais do petróleo.

Termina hoje o prazo para apresentação de emendas. Até ontem, 738 emendas já haviam sido apresentadas.

Eduardo Gomes admitiu que a emenda foi entregue a ele pelo setor. “Tenho contato com todas as associações, todas, o IBP, Sindicom [distribuidoras de combustível e lubrificantes], não tenho nenhum constrangimento em relação a esse tipo de auxílio”, afirmou, acrescentando que os textos idênticos podem ter sido fruto de um “assessor preguiçoso”. “Não tenho doação de campanha dessas empresas. Sempre tive doação no setor elétrico, voltado à área de regulação, de fortalecimento das agências reguladoras, defendendo investimento em parceria com o mercado. As emendas estão coerentes com a minha atuação”.

Sciarra também diz que acatou as sugestões dos consultores do setor petrolífero. “Eu e o Aleluia fizemos o debate e pedimos para a assessoria do DEM formular as propostas. No caso do Eduardo Gomes, não sei o que aconteceu.”

Aleluia afirmou que redigiu suas emendas com auxílio da assessoria do DEM e de consultores externos. “Não conversei com empresas, contei com a ajuda de consultores independentes”, afirmou ele.

Segundo a Folha apurou, as emendas clonadas eram parte de versões preliminares preparadas por petrolíferas e repassadas aos deputados por consultores e representantes de empresas. As emendas entregues oficialmente aos parlamentares pelo IBP têm redação diferente, mas teor idêntico nas propostas de mudanças.

Além dos três deputados, outras emendas que coincidem com os interesses das grandes empresas foram apresentadas por outros parlamentares, como Ronaldo Caiado (GO), líder do DEM, e Arnaldo Jardim (PPS-SP), que presidirá uma das comissões dos projetos de um novo marco regulatório para o setor petrolífero enviados pelo governo ao Congresso.

Caiado disse que todas as suas emendas foram redigidas por sua assessoria, embora tenha dito que debateu o assunto com os setores afins. Jardim afirmou não ter tido tempo de analisar as emendas do IBP e que seguiu suas convicções.

“Acho legítimo que qualquer pessoa interessada nos procure para sugerir melhorias”, disse Caiado. Ele apresentou emenda para permitir que a Petrobras ceda a operação de alguns campos para outras empresas petrolíferas, ideia que agrada também à própria estatal.

Além do fim do monopólio da Petrobras na operação dos novos campos, o setor privado defende, entre outros pontos, a redução do poder da Petro-Sal (a estatal que gerenciaria o novo modelo) nos comitês de exploração e o fim da exigência de que a Petrobras tenha no mínimo 30% de participação em todos os novos campos.

Deputado propõe que dias de jogos do Brasil na Copa sejam feriados nacionais

FONTE: YAHOO / EFE

Câmara dos Deputados está analisando um projeto de lei que, se aprovado, declarará feriados os dias em que houver jogos da seleção pela Copa do Mundo.

A iniciativa é do deputado Felipe Bornier (PHS-RJ), que acredita que a medida pode contribuir para despertar o nacionalismo na população, já que considera o Mundial o “acontecimento máximo de celebração da unidade e de fortalecimento da identidade nacional”.

O deputado lembrou que nos dias em que a seleção entra em campo, as ruas ficam desertas e que o comércio mantém as portas “semifechadas”. Com o projeto, segundo ele, a intenção é apenas oficializar algo que já acontece na prática em todo o país.

A proposta será estudada pelas comissões de Educação e Cultura, de Turismo e Esporte e de Constituição e Justiça da Câmara, e, caso receba sinal verde, poderá ser aprovada sem necessidade de passar pelo plenário do Congresso.

Gosto de folga no trabalho em dias de Copa… seria hipócrita que fosse contra o projeto. Só não gostei da parte que ele fala em “oficializar algo que já acontece na prática”… Daqui a pouco criam uma norma que autoriza político a roubar, policial aceitar propina, Requião a ofender gratuitamente qualquer pessoa, O Maluf a comprar frangos a 200 reais o kilo, funcionários levar caneta da empresa pra casa… etc, etc, etc.

Em resumo: Não podemos legalizar o jeitinho brasileiro das coisas… é vergonhoso!

Paraná é o lider do Brasileirão da série B

FÚRIA INDEPENDENTE PARANÁ CLUBE FLUMINENSE - PUNHO COLADO ATÉ MORRER

Guerreiro, lutador, brigador. O Paraná foi tudo isso e mais um pouco nesta sexta-feira (4), diante da Portuguesa, na Vila Capanema. Mesmo saindo atrás no placar, o Tricolor não se intimidou diante do até então líder da Série B, virou a partida para 2 a 1, e assumiu a liderança da competição. O Bahia, que também poderia chegar ao topo da tabela, deu uma força e perdeu para lanterna Duque de Caxias. Irineu, contra, depois de falha do goleiro Juninho, deixou a Lusa em vantagem no primeiro tempo. Entretanto, Alessandro Lopes e Luiz Camargo, em duas cabeçadas perfeitas, deram o quinto triunfo ao Tricolor na temporada da Segunda Divisão. Pedro Serápio / Agência de Notícias Gazeta do Povo Ampliar imagem Pedro Serápio / Agência de Notícias Gazeta do Povo Ampliar imagem Pedro Serápio / Agência de Notícias Gazeta do Povo Ampliar imagem Anterior 1 – 2 – 3PróximaTorcida tricolor sofreu, mas no fim fez a festa na vitória sobre a Portuguesa João Paulo disputa com Acleisson; Tricolor bate a Lusa e é líder da Série B Leandro Bocão escorrega no gramado castigado pela chuva Saiba mais FICHA TÉCNICA: Confira o lance a lance de Paraná x PortuguesaCom gol sobre a Lusa, Alessandro Lopes cumpre promessaMarcelo Oliviera: “É o início de uma caminhada que promete”Aramis agradece à torcida e ao elenco por liderançaO time de Marcelo Oliveira ficará na liderança do torneio por pelo menos um mês, já que por causa da parada para a Copa do Mundo as equipes só voltam a campo no dia 13 de julho, pela oitava rodada. Neste dia, fora de casa, o Paraná encara o Icasa. Quatro dias depois, o Tricolor volta a atuar diante da torcida, contra o Guaratinguetá, no Durival Britto.

Fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/esportes/conteudo.phtml?tl=1&id=1010721&tit=Parana-vira-sobre-a-Lusa-e-e-lider-da-Serie-B

Os nomes dos estados

Acre: Vem de áquiri, touca de penas usada pelos índios munducurus.
Alagoas: O nome é derivado dos numerosos lagos e rios que caracterizam o litoral alagoano.
Amapá: Segundo a tradição, o nome teria vindo do nheengatu – língua geral da Amazônia, uma espécie de dialeto tupi-jesuitico significando “terra que acaba” ou “ilha”.
Amazonas: Nome de mulheres guerreiras que teriam sido vistas pelo espanhol Orellana ao desbravar o rio. Para Lokotsch, vem de amasuru, que significa águias retumbantes.
Bahia: O nome foi dado pelos descobridores em função de sua grande enseada.
Ceará: Vem de siará, canto da jandaia, uma espécie de papagaio.
Distrito Federal: Significa, aquele que provem de terras brasileiras. Nome sugerido por José Bonifácio em 1823 em memorial encaminhado à Assembléia Geral Constituinte do Império.
Espírito Santo: Denominação dada pelo donatário Vasco Fernandes Coutinho que ali desembarcou em 1535, num domingo dedicado ao Espírito Santo.
Goiás: Do tupi, gwa ya, nome dos índios guaiás, gente semelhante, igual.
Maranhão: Do tupi, mba’ra, mar, e nã, corrente, rio que semelha o mar, primeiro nome dado ao rio Amazonas.
Mato Grosso: O nome designa uma região com margens cobertas de espessas florestas, segundo antigos documentos.
Mato Grosso do Sul: Foi decida a separação do estado de Mato Grosso em 1977 e efetivada em 1979 para melhor administrar e desenvolver uma região tão extensa.
Minas Gerais: O nome deve-se às muitas minas de ouro espalhadas por quase todo o estado.
Pará: Do tupi, pa’ra, que significa mar, designação do braço direito do Amazonas, engrossado pelas águas do Tocantins.
Paraíba: Do tupi, pa’ra, rio, e a’iba, ruim, impraticável.
Paraná: Do guarani pa’ra, mar, e nã, semelhante, rio grande, semelhante ao mar.
Pernambuco: Do tupi, para’nã, rio caudaloso, e pu’ka, gerúndio de pug., rebentar, estourar. Relativo ao furo ou entrada formado pela junção dos rios Beberibe e Capibaribe.
Piauí: Do tupi, pi’au, piau, nome genérico de vários peixes nordestinos. Piauí é o rio dos piaus.
Rio de Janeiro: O nome deve-se a um equívoco: Martim Afonso de Souza descobriu a enseada a 1º de janeiro de 1532 e a confundiu com um grande rio.
Rio Grande do Norte: Derivado do rio Potengi, em oposição a algum rio pequeno, próximo, ou ao estado do Sul.
Rio Grande do Sul: Primeiramente conhecido como Rio Grande de São Pedro. A Barra do Rio Grande de São Pedro, foi um ponto geográfico estratégico para a fixação do domínio lusitano no sul do país. Local ideal para que lá se instalasse um reduto militar com acesso marítimo ao interior pelo canal Rio Grande que liga a lagoa dos Patos ao oceano.
Rondônia: O nome do estado é uma homenagem ao marechal Rondon.
Roraima: Nome indígena local que significa serra verde ou monte verde. A palavra é formada pela junção de “roro” ou “rora” (verde) com “imã” (serra ou monte).
Santa Catarina: Nome dado por Francisco Dias Velho a uma igreja construída no local sob a invocação daquela santa.
São Paulo: Denominação da igreja construída ali, pelos jesuítas, em 1554 e inaugurada a 25 de janeiro, dia da conversão do santo.
Sergipe: Do tupi, si’ri ü pe, no rio dos siris, primitivo nome do rio junto à barra da capitania.
Tocantins: Nome de tribo indígena que habitou as margens do rio. É palavra tupi que significa bico de tucano.