Como funciona o voto proporcional

Uma coisa que confunde os eleitores brasileiros é o voto proporcional. Existem três cargos legislativos que utilizam esse sistema para definir os eleitos: deputado federal, deputado estadual e vereador. O voto para senador é majoritário, ou seja, ganha quem tem mais votos.

Talvez essa seja a grande dificuldade do brasileiro: entender por que um deputado mais votado pode ficar de fora, enquanto um menos votado acaba eleito. A explicação é simples, mas vai de encontro à cultura política do país.

Em primeiro lugar, o eleitor não vota no candidato. Vota no partido ou coligação. Ou seja, a primeira coisa que é feita com os votos dos eleitores é a soma de todos os votos que foram para o partido ou coligação. Esses total contempla os votos nas legendas e os votos nos candidatos. Então descobre-se quantos deputados ou vereadores o partido ou coligação elegeu a partir do quociente eleitoral, ou seja, o número total de votos válidos dividido pelo número total de vagas. Isso significa que um deputado pode ser muito votado e, ainda assim, não entrar porque seu partido não recebeu o número suficiente de votos.

Em seguida, verifica-se, em cada partido ou coligação, a colocação dos deputados, do mais para o menos votado. Se o partido ou coligação tem direito a seis vagas a partir do número total de votos recebidos, elegem-se seis candidatos, mesmo que o último deles tenha poucos votos.

Este sistema chama-se “lista aberta“, em que o eleitor faz duas escolhas em apenas um voto: qual o partido que deseja que o represente e, dentro deste partido, qual o candidato que condiz com sua opinião.
fonte.: http://oestadocritico.blogspot.com.br/

DIC DICAS – Como irritar um telemarketing

1- Aguarde um instante: A cada dois minutos, interrompa a ligação. Diga ao vendedor que estão tocando sua campainha, estão te chamando no portão, ou ainda, que seu celular está vibrando. Após alguns minutos, certamente ele irá desistir de se comunicar com você.

2- Finja-se de gago: Assim que você atender ao telefone, comece a gaguejar. Revele, sobretudo, impossibilidade de continuar o diálogo.

3- Finja-se de surdo: “O que, meu filho?”, “não entendi”, “poderia repetir?” Tenha certeza, que em poucos segundos, a pessoa desligará a ligação.

4- Música de espera: Assim que te ligarem, informe a pessoa que você irá transferir a ligação para outro ramal. Nesse meio tempo, procure deixar um som ambiente de fundo. De tempos em tempos, retorne ao telefone, dizendo “só mais um minuto”.

5- Conte a sua história da vida: No meio do diálogo com o vendedor, comece a contar sobre a sua vida. Seja criativo, vamos lá. Detalhe: Só termine a narrativa quando a outra pessoa se dispuser a desligar.

FONTE_MINILUA

DIC!MANUAL – Como irritar cada signo

Nova série de “reportagens” do DMW… Fique ligado e concorra a prêmios incríveis!*

ÁRIES

Fale com eles dando uma enorme pausa entre as palavras.
Não deixe que eles falem, ou, se falarem, corte pelo meio.
Diga como quer que façam as coisas e fique controlando.
Não demonstre paixão e aja como se você não gostasse dele(a).
Levante a voz cada vez que se quiser fazer entendido.
Dê uns cascudos na cabeça dele(a) de vez em quando.
Entre, sem pedir licença e alugue o tempo deles numa segunda feira de manhã.

TOURO –
Gaste o dinheiro deles, peça para dar uma dentada no seu sanduíche ou na sua maçã, desperdice seu material, não devolva suas coisas.
Fale com eles bem apressado, pulando direto às conclusões.
Se estiver na casa de um deles, mude a posição dos objetos quando eles não estiverem olhando.
Se for possível, quebre estatuetas, bibelôs ou outros objetos de decoração da casa deles e depois pergunte: – “Isto não tinha mesmo muita importância, não é?” .
Encharque-se de perfume tipo “penteadeira de viuva”, antes de andar de carro com eles.

GÊMEOS –
Aborreça-os com lágrimas e longos monólogos sobre sua vida emocional.
Não converse com eles, em absoluto. Monopolize-os numa festa de forma que eles não possam se movimentar nem conversar com mais ninguém.
Repita sempre: – “De onde você tirou essa idéia?”.
Peça a eles para fazerem menos movimentos com os braços e mãos em público, e quando iniciarem um assunto, diga: – “Isso eu já sei!” ou então: – “Lá vem você de novo!” .
Abra a porta do quarto deles e berre: – “Vai sair desse telefone ou não vai?” .

CÂNCER –
Insulte suas mães (com classe, é claro). Critique suas casas.
Advirta-os de que eles podem perder o emprego, ou que uma estrada está para ser construída passando exatamente onde está situada sua casa.
Diga que aquela foto de família pendurada na sala é brega e confunda o retrato da “vovozinha querida” com o Mike Tyson.
Critique todos os “ex.” dele (a): ex. namorados(as), ex. maridos (esposas), etc.
Jogue fora aqueles discos de Ray Coniff que ele(a) colecionava junto a outras raridades.
Descubra aquele cantinho que ele(a) gosta de ficar e dê uma “geral”, mudando tudo de posição.
Pegue objetos da gaveta dele(a) e não os reponha no lugar.

LEÃO
Tente ensiná-los alguma coisa da qual eles não entendam, e dê uma gozada no final, como se fossem completos ignorantes.
Ignore-os.
Esqueça o nome deles e pergunte “Qual é mesmo o seu nome?”.
Em público, não os apresente às pessoas importantes.
Deboche do seu gosto, da sua elegância, da sua aparência.
Quando estiverem dramatizando uma situação, ria quando o caso for triste, e faça caretas quando contarem uma piada.
Não preste atenção em nenhuma de suas histórias e depois diga: – “Desculpe, nem ouvi o que você estava falando”.
Tire-os de cena, dizendo – “Depois você fala, tá?” .

VIRGEM –
Choramingue bastante.
Desarrume sua (dele) casa, atrapalhe sua programação, esqueça de atarraxar a pasta de dente.
Cheire feito um gambá.
Diante do armário do banheiro, indague “para que tanto remédio?”.
Faça xixi na tampa da privada, ou, de preferência, no chão, em volta do vaso.
Critique o jeito deles se vestirem.
Diga que aquele dentinho torto é “um charme”. Use os vasos de planta deles como cinzeiro, e enterre os palitinhos de fósforo na terra.
Depois de abraçá-los longamente, revele que você está fazendo um tratamento contra piolhos.

LIBRA –
Diga bastante – “Isso é com você, decida logo!”
Leve-os a locais feios.
Aja de forma grosseira em público, tire melecas, arrote, fale palavrões, vire cerveja na mesa, chame o garçom pelo nome, peça pizza de alho e depois tente beijá-lo (a).
Critique seus parceiros. Recuse-se a debater com eles.
Dê para ele (a) um CD do Tiririca.
Faça piadinhas do tipo – “com esse vestido voce fica parecendo a garota propaganda da Ultragaz”.

ESCORPIÃO –
Faça perguntas pessoais.
Saiba muito sobre eles e dê isso a entender. Obtenha mais sucesso do que eles e se vanglorie sobre isso; isto os mata.
Repita sempre -“Isso não é da sua conta!”
Abra e remexa suas gavetas.
Escreva coisas na sua agenda em código e depois deixe que ele (a) encontre “por acaso”.
Cochiche com outras pessoas olhando para eles, rindo de vez em quando.

SAGITÁRIO –
Dê a eles bastante responsabilidades.
Coloque realismo na sua filosofia.
Nunca ria das piadas deles.
Não tope nenhuma aventura ou quebra de rotina e esteja sempre de mau-humor.
Quando pintar AQUELA aventura, diga, com ar entediado -“Não estou afim…”
Não aceite nenhum tipo de disputa ou jogo.
Repita sempre – “Isso são horas?”
Faça todo o possível para impedir aquela viagem de férias dele (a).
Faça insinuações sobre a pouca cultura dos pais dele (a) ou de outros familiares.

CAPRICÓRNIO –
Organize tudo para que se sintam inúteis.
Lembre-os de sua baixa posição social. Embarace-os em público: faça escândalos, berre com eles, brigue com o caixa por causa deles.
Deixe-os esperando, nunca chegue na hora marcada.
Perca ou esqueça coisas importantes que ele (a)confiar a você: documentos, chaves, carteira.
Repita sempre “Você não tem responsabilidade!” Nada chateia tanto um capricorniano como ser chamado de irresponsável.
Insinue que ele(a) está saindo com o (a) chefe(a) para crescer na empresa.
Repita de tempos em tempos – “Você é um chato!”

AQUÁRIO –
Torne-se pessoal e íntimo.
Ao encontrá-los, dê um longo abraço e fique apertando-o contra o peito, emocionado, lacrimejante. Insista para que eles liguem várias vezes por dia para posicioná-los de seus movimentos.
Mude-se para a casa dele (a).
Faça-se passar por burro, tapado, e ainda queira ter razão.
Diga a eles o que “têm que fazer “e “quando e como fazer”.
Exiba seus valores materiais na cara deles, tipo carro, jóias, dinheiro, posição social.
Pergunte sempre – “O que é que você está pensando?
Cite seus amigos sempre pelo nome e sobrenome.

PEIXES –
Diga para agarrarem-se a si mesmos.
Marque encontro com eles em locais brilhantes, barulhentos, superpovoados, como o metrô da Cinelândia, por ex.
Deixe-os falando sem parar e no fim diga que não entendeu nada.
Grite, fale aos berros.
Conte os seus “segredos” deixe-os ficar emocionados com sua sinceridade, depois ria e pergunte – “Mas você acreditou nisso?”.
Convide-os para olhar as estrelas e fale sobre Alíquotas de exportação e importação o tempo todo.
Arranhe o CD de Djavan deles, apague o cigarro no cristal que ele (a) usa para meditar, deixe cair sua máquina fotográfica, sublinhe os livros que pegou emprestados dele (a).
Escolha filmes violentos.
Repita sempre que este negócio de romance, flores e bombons é tudo coisa de boiola.
E pergunte sempre – “Você não vai tomar um banho antes de dormir?”

 

Fonte_BlogDoBrian

* Não existe premiações no DMW…