[LetRA e CliPe] A banda mais bonita da cidade – Oração

Os curitibanos d’A Banda Mais Bonita da Cidade viraram hit na web a partir desta quinta (19) com uma ideia de clipe simples, fofa e bem executada. Reuniram 16 músicos em uma casa para rodar, em plano-sequência, o vídeo da tranquila canção Oração.

Durante aproximadamente seis minutos, o cantor e compositor Leo Fressato é filmado em tempo real passeando pelos cômodos da casa com um microfone. Pelo caminho, vai encontrando músicos que o acompanham com diversos instrumentos.

CONFIRA A LETRA:

Meu amor essa é a última oração
Pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa

Cabe o meu amor!
Cabe em três vidas inteiras
Cabe em uma penteadeira
Cabe nós dois

Cabe até o meu amor
Essa é a última oração pra salvar seu coração
Coração não é tão simples quanto pensa
Nele cabe o que não cabe na dispensa

Cabe o meu amor!
Cabe em três vidas inteiras
Cabe em uma penteadeira
Cabe essa oração

Essa mulher só quer viver na balada

Do Velhas Virgens… pra cantar junto:

Essa mulher só quer viver na balada
Ela não vale nada, ela não vale nada
Essa mulher só quer viver na balada
Ela não vale nada, ela não vale nada
Eu dou casa, comida, roupa lavada
Não adianta nada, ela não vale nada
Essa mulher só quer viver na balada
Ela não vale nada, ela não vale nada

Quando eu pedi esta mulher em casamento
Ela até fez um juramento
Me prometeu que ia largar a boêmia
E voltar pra casa antes de raiar o dia
Mas se eu deixo grana, ela torra em pinga
e seu eu chego tarde ela vai e se vinga
E vira dia e noite na arruaça
Só volta carregada e fedendo a cachaça

refrão:

Não quer saber de cuidar do lar
Não lava, não passa e não quer cozinhar
Não limpa a casa e nem arruma a cama
Mas volta das raves toda suja de lama
E se eu dou anel, ela põe no prego
Tá toda arranhada e pensa que eu sou cego
Só vive grudada no celular
Basta eu distrair que ela corre pro bar

refrão:

Ontem mesmo ela chegou toda zuada
Com a calcinha na mão e a pintura toda borrada
Falando uma língua que ninguém entendia
Foi o santo cachaceiro que baixou nesta guria
Se deitou no sofá e começou a roncar
E disse preu fazer o favor de não incomodar
Podexá que eu vou me vingar
Amanhã mesmo eu vou vender este sofá

Mudança nas regras para retenção do Pis, Cofins e Csll na fonte

A Receita Federal do Brasil publicou, nesta quarta-feira (03), no Diário Oficial da União – DOU a Instrução Normativa RFB nº 1.151/2011 que altera a Instrução Normativa nº 459/2004 que trata sobre a retenção de CSLL, PIS e COFINS (4,65%), nos pagamentos efetuados pelas pessoas jurídicas de direito privado a outras pessoas jurídicas pela prestação de serviços. Leia a íntegra da Instrução normativa nº 1151/2011:

INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.151, DE 03 DE MAIO DE 2011 – DOU DE 04/05/2011

O SECRETÁRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso da atribuição que lhe confere o inciso III do art. 273 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF nº 587, de 21 de dezembro de 2010, e tendo em vista o disposto no art. 64 da Lei nº 9.430, de 27 de dezembro de 1996, nos arts. 30, 31, 32, 35 e 36 da Lei nº 10.833, de 29 de dezembro de 2003, e nos arts. 21 e 39 da Lei nº 10.865, de 30 de abril de 2004, resolve:

Art. 1º: Os arts. 1º e 11 da Instrução Normativa SRF nº 459, de 18 de outubro de 2004, passam a vigorar com a seguinte redação:

“Art. 1º – § 6º Não estão obrigadas a efetuar a retenção a que se refere o caput, as pessoas jurídicas optantes pelo Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições devidos pelas Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Simples Nacional)

§ 8º O disposto neste artigo não se aplica:

I – às entidades da administração pública federal de que trata o art. 34 da Lei nº 10.833, de 29 de dezembro de 2003, bem como aos órgãos, autarquias e fundações dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios; e

II – aos pagamentos efetuados pelos fundos de investimento autorizados pela Comissão de Valores Mobiliários.

“Art. 11. Para fins do disposto no inciso II do art. 3º, a pessoa jurídica optante pelo Simples Nacional deverá apresentar à pessoa jurídica tomadora dos serviços declaração, na forma do Anexo I, em 2 (duas) vias, assinadas pelo seu representante legal……………………………” (NR)

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

CARLOS ALBERTO FREITAS BARRETO

Fonte: Sistema Fenacon