Células tumorais expostas à “Quinta Sinfonia”, de Beethoven, perderam tamanho ou morreram

Fonte_oGlobo

Mesmo quem não costuma escutar música clássica já ouviu, numerosas vezes, o primeiro movimento da “Quinta Sinfonia” de Ludwig van Beethoven. O “pam-pam-pam-pam” que abre uma das mais famosas composições da História, descobriu-se agora, seria capaz de matar células tumorais – em testes de laboratório. Uma pesquisa do Programa de Oncobiologia da UFRJ expôs uma cultura de células MCF-7, ligadas ao câncer de mama, à meia hora da obra. Um em cada cinco delas morreu, numa experiência que abre um nova frente contra a doença, por meio de timbres e frequências.

A estratégia, que parece estranha à primeira vista, busca encontrar formas mais eficientes e menos tóxicas de combater o câncer: em vez de radioterapia, um dia seria possível pensar no uso de frequências sonoras. O estudo inovou ao usar a musicoterapia fora do tratamento de distúrbios emocionais.

– Esta terapia costuma ser adotada em doenças ligadas a problemas psicológicos, situações que envolvam um componente emocional. Mostramos que, além disso, a música produz um efeito direto sobre as células do nosso organismo – ressalta Márcia Capella, do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho, coordenadora do estudo.

Clique aqui para ouvir a Quinta Sinfonia

O IRONICO DESSA HISTÓRIA É QUE ESSA MÚSICA ERA TEMA DOS PROGRAMAS DO PRONA, PARTIDO DO FINADO ENÉAS, QUE MORREU EXATAMENTE DE… CÂNCER!


Filho da Xuxa muda de nome

O cidadão brasileiro que quiser mudar o nome que o incomode, provoque constrangimento ou o exponha ao ridículo pode pedir na Justiça a alteração do Registro Civil. Esse foi o caso do estudante Wonarllevyston Garlan Marllon Branddon Bruno Paullynelly Mell (e outros três sobrenomes, que não serão citados para preservar o jovem, de apenas 13 anos).

A mãe dele, Dalvina Xuxa (e dois sobrenomes), que adicionou o nome “Xuxa” também na Justiça, entrou com o processo de retificação de registro civil em Campo Grande e o juiz autorizou. Na sentença, o magistrado informou que o garoto disse que sofria constantes transtornos e constrangimentos, principalmente em ambiente escolar, durante as chamadas de presença em sala de aula.

Segundo o cartório onde o estudante foi registrado, o atual nome dele, apesar da retificação, pernanece com Wonarllevyston.”

Bom, ainda bem que ocultaram os três sobrenomes finais do piá, assim ninguém vai ficar sabendo que era ele e fazer piadinhas na escola.

Veja lista com pessoas que pediram para mudar o nome na Justiça de MS

Altezevelte, Alucinética Honorata, Maxwelbe Claysikelle, Maxwelson, Mell Kimberly, Wildscley, Frankstefferson, Hedinerge, Starley, Hezenclever, Uallas, Udieslley, Ulisflávio, Hollyle, Hugney, Necephora Izidoria, Kristofer Willian, Locrete, Venério, Walex Darwin, Yonahan Henderson, Maxwelson, Wochton, Wallyston Waterloo, Wolfson.