Preconceitos em nossa sociedade

Qual o seu maior preconceito? Não vale dizer que não tem que é mentira!

1- Contra homossexuais: Inúmeros são os exemplos, de agressões físicas e verbais, passando por comentários maliciosos ou ofensivos. Ainda no contexto, diversos são aqueles que se veem obrigados a esconder a opção sexual, temendo, por exemplo, uma retaliação dos familiares.

2- Contra os negros: São discriminados nos mais diversos setores. De modo geral, acabam sendo preteridos em entrevistas de emprego e estabelecimentos comerciais.

3- Contra os evangélicos: Talvez um dos grupos mais desrespeitados. São criticados pela maneira de pensar, de se vestir ou ainda, de se portar perante os demais.

4- Contra as profissionais do sexo: Sofrem de diferentes formas, seja pela agressividade de um parceiro ou por uma eventual concorrência. Recebem, todavia, os piores tratamentos possíveis.

5- Contra os pobres: Dependendo do local, poderão ser até expulsos, tudo é claro, pela falta de dinheiro ou de uma “vestimenta adequada”.

Do MINILUA

Três anos sem pedreira

No próximo sábado, 19 de março, completam três anos do fechamento da Pedreira Paulo Leminski, e esse fato não pode passar batido. Para marcar a data e lembrar a todos que a Pedreira continua fazendo muita falta a Curitiba, um ato está sendo programado para esse dia, a partir das 11h30.

O protesto acontecerá na própria Pedreira. Haverá até bolo e velinhas, como forma de “celebrar” o terceiro ano sem o melhor espaço de shows de Curitiba.

A Pedreira foi fechada em 19 de março de 2008, quando a Justiça acolheu um pedido de liminar interposto pelo Ministério Público do Paraná. Desde então, dezenas de atrações, nacionais e internacionais, deixaram de passar por Curitiba. À época do fechamento, a cidade ostentava a terceira posição no Brasil como destino de shows internacionais, atrás apenas de São Paulo e Rio de Janeiro.

Com o impedimento legal, os grandes shows na Região Sul do Brasil passaram a acontecer em Florianópolis e Porto Alegre. Além disso, um efeito dominó acabou dificultando também a vinda de shows menores, já que Curitiba perdeu credibilidade perante os produtores nacionais.

Mas a Campanha “A Pedreira É Nossa!” está fazendo a diferença. Falta pouco para a reabertura do espaço. Confira o andamento das ações no site www.apedreiraenossa.com.br.