Sobre bolsas e vagabundos

Que mundo é esse que trata como preconceito tacar uma banana no meio do campo de futebol?!
Uma coisa mais doentia, e que a mídia cuida de incentivar das mais diferentes maneiras, é o preconceito desse bando de ignorantes que taxam quem recebe o bolsa-família de vagabundo.
São ignorantes não só por desejar que morra de fome quem não teve as mesmas oportunidades que eles mas também por desconhecerem completamente a realidade do país em que vivem.

Preconceitos em nossa sociedade

Qual o seu maior preconceito? Não vale dizer que não tem que é mentira!

1- Contra homossexuais: Inúmeros são os exemplos, de agressões físicas e verbais, passando por comentários maliciosos ou ofensivos. Ainda no contexto, diversos são aqueles que se veem obrigados a esconder a opção sexual, temendo, por exemplo, uma retaliação dos familiares.

2- Contra os negros: São discriminados nos mais diversos setores. De modo geral, acabam sendo preteridos em entrevistas de emprego e estabelecimentos comerciais.

3- Contra os evangélicos: Talvez um dos grupos mais desrespeitados. São criticados pela maneira de pensar, de se vestir ou ainda, de se portar perante os demais.

4- Contra as profissionais do sexo: Sofrem de diferentes formas, seja pela agressividade de um parceiro ou por uma eventual concorrência. Recebem, todavia, os piores tratamentos possíveis.

5- Contra os pobres: Dependendo do local, poderão ser até expulsos, tudo é claro, pela falta de dinheiro ou de uma “vestimenta adequada”.

Do MINILUA