Nova linha ligeirão Bairro Novo pode beneficiar população da região sul de Curitiba

Quem passa todos os dias ao final da tarde pela praça Rui Barbosa se depara com enormes filas de usuários da linha Bairro Novo. No entanto, pequenas intervenções em alguns pontos no pinheirinho e no sitio cercado permitem a criação de nova linha expressa, que beneficiaria sobremaneira os usuários da citada linha de ligeirinho.

A proposta seria a criação de nova linha de ligeirão, que percorreria trechos de canaleta já existentes na avenida Floriano Peixoto, linha verde e do circular sul na região do sitio cercado. É proposto também a criação de nova faixa exclusiva nas ruas Tijucas do Sul e Guaçui. Na confluência desta com a Eduardo Pinto da Rocha propõe-se também a instalação de novo terminal, conectando linhas da região e beneficiando os novos moradores de condomínios populares da região.

A proposta da nova linha está disponível em PDF no link abaixo:

https://dicmouer.files.wordpress.com/2014/10/ligeirao-bairro-novo.pdf

 

Como funciona o voto proporcional

Uma coisa que confunde os eleitores brasileiros é o voto proporcional. Existem três cargos legislativos que utilizam esse sistema para definir os eleitos: deputado federal, deputado estadual e vereador. O voto para senador é majoritário, ou seja, ganha quem tem mais votos.

Talvez essa seja a grande dificuldade do brasileiro: entender por que um deputado mais votado pode ficar de fora, enquanto um menos votado acaba eleito. A explicação é simples, mas vai de encontro à cultura política do país.

Em primeiro lugar, o eleitor não vota no candidato. Vota no partido ou coligação. Ou seja, a primeira coisa que é feita com os votos dos eleitores é a soma de todos os votos que foram para o partido ou coligação. Esses total contempla os votos nas legendas e os votos nos candidatos. Então descobre-se quantos deputados ou vereadores o partido ou coligação elegeu a partir do quociente eleitoral, ou seja, o número total de votos válidos dividido pelo número total de vagas. Isso significa que um deputado pode ser muito votado e, ainda assim, não entrar porque seu partido não recebeu o número suficiente de votos.

Em seguida, verifica-se, em cada partido ou coligação, a colocação dos deputados, do mais para o menos votado. Se o partido ou coligação tem direito a seis vagas a partir do número total de votos recebidos, elegem-se seis candidatos, mesmo que o último deles tenha poucos votos.

Este sistema chama-se “lista aberta“, em que o eleitor faz duas escolhas em apenas um voto: qual o partido que deseja que o represente e, dentro deste partido, qual o candidato que condiz com sua opinião.
fonte.: http://oestadocritico.blogspot.com.br/

PPS propõe fim da reeleição e parlamentarismo

FONTE_BLOGDAJOICE | O líder do PPS na Câmara Federal, deputado Rubens Bueno, declarou que o partido entregará oficialmente nesta terça-feira ao presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), documento que contém as sugestões da legenda para os projetos de Reforma Política. Segundo o líder, “o PPS é o primeiro partido que entrega um documento completo com todas as propostas para a reforma”.

O PPS propõe tocar em 11 pontos centrais que foram consolidados em dois projetos de Lei e em quatro Emendas Constitucionais. Os projetos também serão levados ao conhecimento da Ordem dos Advogados dos Brasil (OAB), em encontro que foi marcado com o presidente da entidade, Ophir Cavalcante, às 15h45 desta terça.

Vale destacar também que o deputado federal Sandro Alex é integrante da Comissão de Reforma Política da Câmara.

Entre as propostas do partido estão o voto distrital misto, o segundo turno para cidades com mais de 50 mil eleitores, a obrigatoriedade da renúncia de parlamentares que quiserem assumir cargos no Executivo, a candidatura avulsa, a adoção do parlamentarismo, o financiamento público de campanhas, o fim da reeleição e das coligações para cargos proporcionais (vereadores e deputados federais e estaduais).

E VOCÊ ACHANDO QUE A COISA NÃO PODERIA FICAR PIOR, NÉ? FIGURAS COMO O TIRIRICA, ELEITO PELO IDIOTA “VOTO DE PROTESTO” PODERIAM FACILMENTE COMANDAR O PAÍS!