A PEC 37 disfarçada… absurdo!

Tá rolando um boato dq uma tal lei 12.830/2013 estaria funcionando como uma PEC 37 disfarçada. Sobre este boato segue alguns fatos q qualquer estudante de direito constitucional sabe:
1 – Quem dá poder ao Ministério Público é a Constituição Federal.
2 – Não existe lei que possa contrariar a Constituição Federal.
3 – Caso alguma lei ensaie contrariar a Constituição Federal esta é derrubada pelo STF através de ADIn, tornando inválido seus efeitos desde sua criação.

Existe muita gente de índole duvidosa compartilhando informações errôneas apostando na falta de conhecimento do povo brasileiro, confundindo a população e implantando o caos. Não caia nessa!

 

Paraná Clube sofre novo revés no tapetão

Da GAZETADOPOVO | O Paraná sofreu mais uma derrota na temporada, desta vez nos tribunais. Rebaixado no Estadual, o clube viu o Rio Branco ser absolvido na sessão extraordinária do Pleno, instância máxima do Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR), na noite de ontem. Porém, a decisão final só deverá ser dada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro, já que ainda cabe recurso por parte da procuradoria do TJD.

Sou paranista mas ficaria envergonhado se o Rio Branco pagasse pela péssima atuação do Paraná Clube neste estadual!

Pérolas dos tribunais


Por mais absurdo que pareça, isso aconteceu…
Estas são piadas retiradas do livro ‘Desordem no tribunal’. São coisas que as pessoas disseram, e que foram transcritas textualmente pelos taquígrafos que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos realmente aconteciam à sua frente.
_______________________________________________________

Advogado  : Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha : 15 de julho.

Advogado  : Que ano?
Testemunha : Todo ano.
____________________________________________

Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afeta sua memória?
Testemunha : Sim.

Advogado  : E de que modo ela afeta sua memória?
Testemunha : Eu esqueço das coisas.

Advogado  : Você esquece… Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?
____________________________________________

Advogado  : Que idade tem seu filho?
Testemunha : 38 ou 35, não me lembro.

Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha : Há 45 anos.

__________________________________________

Advogado  : Qual foi a primeira coisa que seu marido disse quando acordou aquela manhã?
Testemunha : Ele disse, ‘Onde estou, Bete?’

Advogado : E por que você se aborreceu?
Testemunha : Meu nome é Célia.
____________________________________________

Advogado  : Seu filho mais novo, o de 20 anos…
Testemunha : Sim.

Advogado : Que idade ele tem?
______________________________________________

Advogado : Sobre esta foto sua… o senhor estava presente quando ela foi tirada?
_______________________________________________
Advogado  : Então, a data de concepção do seu bebê foi 08 de agosto?
Testemunha : Sim, foi.
Advogado : E o que você estava fazendo nesse dia?
_______________________________________________

Advogado  : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha : Certo.

Advogado  : Quantos meninos?
Testemunha : Nenhum

Advogado  : E quantas eram meninas?
_______________________________________________

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou seu primeiro casamento?
Testemunha : Por morte do cônjuge.

Advogado  : E por morte de que cônjuge ele acabou?
_______________________________________________

Advogado  : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha : Ele tinha estatura mediana e usava barba.

Advogado  : E era um homem ou uma mulher?
______________________________________________

Advogado  : Doutor, quantas autópsias o senhor já realizou em pessoas mortas?
Testemunha : Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas…
_______________________________________________
Advogado  : Aqui na corte, para cada pergunta que eu lhe fizer, sua resposta deve ser oral, Ok? Que escola você freqüenta?
Testemunha : Oral.
_______________________________________________

Advogado : Doutor, o senhor se lembra da hora em que começou a examinar o corpo da vitima?
Testemunha : Sim, a autópsia começou às 20:30 h.

Advogado  : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha : Não… Ele estava sentado na maca, se perguntando porque eu estava fazendo aquela autópsia nele.
_____________________________________________

Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?
_______________________________________________
Essa é a melhor!

Advogado  : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor checou o pulso da vítima?
Testemunha : Não.

Advogado  : O senhor checou a pressão arterial?
Testemunha : Não.

Advogado : O senhor checou a respiração?
Testemunha : Não.

Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?
Testemunha : Não.

Advogado  : Como o senhor pode ter essa certeza?
Testemunha : Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.

Advogado  : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha : Sim, é possível que ele estivesse vivo e cursando Direito em algum lugar!!!